• Background Image

    BLOG

9 de Maio de 2018

A importância da contabilidade em processos de fusões e aquisições

Organização, conhecimento sobre o mercado e capacidade de planejamento são alguns dos requisitos básicos para administrar uma empresa, seja ela de pequeno, médio ou de grande porte.

O responsável pela gestão da empresa deve estar sempre bem informado sobre o negócio, em especial às informações financeiras e demonstrativos contábeis. Para atender a esta necessidade, profissionais e escritórios de contabilidade se especializaram na prestação de serviços de consultoria em áreas especificas como nos processos de fusões e aquisições.

Leia mais

18 de Abril de 2018

Descubra a importância da conciliação bancária para seu negócio

Possuir total controle sobre a contabilidade e finanças de sua empresa é algo primordial para identificação de gastos, fontes de receita, e claro, evitar todo e qualquer tipo de prejuízo.

Gerenciar as informações sobre o fluxo de caixa é um processo que leva tempo e demanda extrema paciência e possui um agravante quando é feito de modo manual – existem grandes chances de erro.  

Entretanto, muitas horas de trabalho podem ser economizadas e os erros podem ser drasticamente diminuídos quando a conciliação bancária é feita de modo automático. É sobre isso que falaremos a seguir.

Afinal, o que é uma conciliação bancária?

Como o próprio nome já diz, a conciliação bancária nada mais é do que uma conferência de contas bancárias, ou seja, trata-se de uma comparação entre o que empresa possui em registros controlados com o que é apresentado em seus extratos.

Como fazer?

Uma dúvida muito comum de empresários é: Mas como fazer conciliação bancária?

Comecemos pelo início.

O processo de conciliação bancária passa exclusivamente por três etapas. São elas:

  • Monitoramento de fluxo de caixa (com entradas e saídas);
  • Comparação de dados internos com extratos bancários;
  • Correção imediata de possíveis falhas.

A periodicidade da realização da conciliação varia de empresa para empresa, podendo ocorrer de modo semanal, quinzenal e até mesmo mensal. No entanto, uma conciliação diária permite um controle mais rigoroso e eficiente, diminuindo as chances de erros.

O ponto inicial para uma conciliação bancária bem-sucedida é a reunião de todos os documentos referentes as mais variadas transações de uma empresa. Recibos, comprovantes dos mais variados tipos, depósitos/transferências e notas fiscais. Isso garantirá o controle de todo e qualquer tipo de movimentação.

Com todos esses “documentos” em mãos, é possível montar uma planilha com datas e valores. Dessa forma, será fácil a checagem de informações e de modo direto, controlar o caixa.

Outro fator que não pode ser deixado de lado, são as tarifas bancárias, salários de funcionários e principalmente impostos a não colocação desses itens em sua planilha de conciliação poderá ocasionar erros que podem atravancar o crescimento de sua empresa.

O último passo, é a detecção de problemas. Caso um problema seja detectado (algo que normalmente acontece quando o empresário começa a fazer a conciliação), a correção deste deve ocorrer de modo ágil. Caso se trate de uma falha interna, é de suma importância que se corrija imediatamente, no entanto, se a falha for externa, contate os responsáveis e faça requisições para que o problema seja solucionado.

E qual a importância da conciliação bancária?

Tanto para empresas pequenas, quanto para granes, a conciliação bancária é importante, uma vez que o fluxo de entrada e saída de dinheiro em empresas são frequentes. Possuir um controle sobre isso, evita todo e qualquer tipo de perdas e prejuízos.

É através da conciliação bancária que será possível detectar qualquer tipo de incoerência em seu fluxo de caixa. Possíveis fraudes poderão ser enxergadas e erros serão minimizados de modo rápido e eficaz.

Com esse tipo de acompanhamento rigoroso, o setor de contabilidade da empresa terá ao alcance as informações necessárias para compreender as movimentações financeiras como um todo, e dessa forma, trabalhar da melhor maneira possível.

E sua empresa? Possui conciliação bancária? Ela é automatizada ou manual? Conta pra gente através dos comentários como você controla o fluxo financeiro da sua empresa. Seu comentário é muito importante.

28 de Janeiro de 2018

Impostos incidentes na corretora de seguros

Corretores de seguros devidamente credenciados pela Susep podem optar por atuar como pessoas físicas ou como pessoas jurídicas. A escolha entre uma e outra e a escolha de regime tributário (no caso de opção pela pessoa jurídica) devem ser cuidadosamente feitas, tendo em vista as circunstâncias do empreendimento e os planos para o futuro.

Leia mais

28 de Janeiro de 2018

Abertura de Corretora de Seguros

Uma dúvida comum entre as pessoas que querem trabalhar com a corretagem de seguros é se existe algum curso necessário para entrar nessa atividade.

Sim, existe. O registro profissional é concedido por uma autarquia federal ligada ao Ministério da Fazenda conhecida como Susep, Superintendência de Seguros Privados. Ela fiscaliza o mercado de seguros e confere registro professional aos aprovados em curso ou em exame da Escola Nacional de Seguros.

Leia mais

28 de Janeiro de 2018

Comissões do corretor de seguros

Os corretores, como o demais profissionais brasileiros, devem estar atentos para cumprir adequadamente suas obrigações tributárias e para as consequências de suas opções. A seguir, serão tratadas as comissões dos corretores e suas consequências nos âmbitos contábil e tributário.

Leia mais

15 de Janeiro de 2018

MEI precisa emitir nota fiscal para ecommerce?

 

A princípio, um MEI (Microempreendedor Individual) não precisa emitir nota fiscal em suas operações (inclusive naquelas de ecommerce), exceto nas vendas realizadas para pessoas jurídicas.

Leia mais

15 de Janeiro de 2018

Como montar um ecommerce?

Cada vez mais pessoas vêm se voltando ao empreendedorismo como uma maneira de gerar renda.

A disseminação da internet e fenômenos como o aparecimento de dispositivos móveis, que literalmente colocaram a internet na rua, fizeram do comércio conduzido via internet, o chamado ecommerce, uma modalidade especialmente atraente de empreendedorismo.

Leia mais

15 de Janeiro de 2018

Administradora e corretora de seguros EIRELI

 

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI) é uma categoria empresarial criada pela Lei 12.441 de julho de 2011. Nesse caso, constitui-se uma empresa com um único sócio. Foi criada para resolver o fato de que as sociedades limitadas só podiam ser formadas por dois ou mais sócios.

Leia mais

15 de Janeiro de 2018

Como funciona a emissão de emissão de nota fiscal eletrônica para ecommerce?         

No caso das empresas obrigadas à emissão de nota fiscal, é cada vez mais comum que essa nota fiscal seja a nota fiscal eletrônica.

Para emiti-la, a empresa precisa de um certificado digital, que funciona como uma assinatura da empresa e pode ser obtido de Autoridade Certificadora. Precisa ainda cadastrar-se na Secretaria da Fazenda da localidade em que atua.

Por fim, deve selecionar um software de emissão de nota fiscal eletrônica.

Leia mais

13 de Janeiro de 2018

Como emitir nota fiscal no Mercado Livre?

O Mercado Livre, site de comércio eletrônico que oferece uma plataforma em que as pessoas podem comprar e vender produtos é a proverbial mão na roda. Esse site já ajudou muitas pessoas a acharem produtos que desejavam ou a vender produtos que não queriam mais.

Leia mais