• Background Image

    Abertura de Corretora de Seguros

    28 de Janeiro de 2018

28 de Janeiro de 2018

Abertura de Corretora de Seguros

Uma dúvida comum entre as pessoas que querem trabalhar com a corretagem de seguros é se existe algum curso necessário para entrar nessa atividade.

Sim, existe. O registro profissional é concedido por uma autarquia federal ligada ao Ministério da Fazenda conhecida como Susep, Superintendência de Seguros Privados. Ela fiscaliza o mercado de seguros e confere registro professional aos aprovados em curso ou em exame da Escola Nacional de Seguros.

A Escola Nacional de Seguros oferece cursos de Capitalização;

Vida e Previdência;

Demais Ramos 1 e 2. Esse três cursos podem ser adquiridos juntos ou separados. Há também curso à distância para quem deseja se preparar para o exame da instituição.

A Escola Nacional de Seguros também oferece curso de tecnólogo em administração de seguros, pós- graduações e MBAs.

Como vender apólices de seguros

Em primeiro lugar, é preciso conhecer os planos que possui para vender.

Quais são suas vantagens, quais são suas limitações, etc.

Depois é preciso ter uma ideia do público-alvo, entender suas necessidades, seus valores e desejos.

Sabe-se que as pessoas tendem a subestimar o risco que correm de acidentes e outros imprevistos que possam afetar-lhes o patrimônio, a saúde e a família.

Sabe-se que elas não gostam de pensar nos riscos que correm.

Companhias aéreas, por exemplo, raramente mencionam seu bom histórico de segurança (quando o tem) porque lembrar aos possíveis clientes dos riscos inerentes a qualquer voo, inclusive por uma ótima companhia, espanta-os.

Por causa dessas resistências dos possíveis compradores de apólices, é preciso saber explicar-lhes como um produto intangível (diferente, portanto, de um carro, uma casa ou um computador) e do qual eles podem ou não vir a lançar mão (diferente de um carro com o qual se sai dirigindo de uma concessionária) pode fazer muito pela paz de espírito deles e proteger o patrimônio deles e suas famílias.

Habilidades interpessoais, boa capacidade verbal e empatia também são bastante úteis.

Importância do contador para o corretor de seguros

Em primeiro lugar, uma contabilidade bem-feita é essencial a qualquer empresa em qualquer ramo, e a ausência de boas métricas e de conhecimento atualizado da situação contábil de uma empresa equivale a fazer um voo cego.

Além disso, as frequentes e repentinas modificações na legislação tributária estão entre as principais razões pelas quais as empresas brasileiras em geral e as corretoras de seguros em especial devem contar com os serviços de contadores competentes e atualizados.

Como exemplos do papel importante dos contadores, podem ser citados o esforço de adaptação das corretoras de seguros à (celebradíssima) inclusão de seu setor no Simples Nacional e à necessidade das empresas de se adaptarem ao SPED (Sistema Público de Escrituração Digital).

Longe de diminuir a importância do contador para as corretoras de seguros, a tendência à digitalização e à automatização de processos faz dele uma peça-chave no cumprimento dos requerimentos impostos pelo fisco, nas escolhas relativas a regime tributário e na própria análise das métricas relativas ao desempenho da empresa.